Reflexões sobre os ajustes na prática de Yoga

Até onde poderíamos desclassificar uma aula de Yoga Online com a justificativa de que faltariam os ajustes manuais nesse formato?

Esses dias uma aluna me questionou sobre a falta dos ajustes no mundo virtual e após respondê-la em aúdio fiquei pensando sobre o tema e decidi compartilhar aqui as minhas reflexões,  pois eu que já ajustei muitos alunos durante as práticas presenciais, hoje digamos que sou “contra” em salvo exceções! 

Vamos então por tópicos: 

>  Interiorização. Eu confesso que não lembro em que livro li isso, mas recordo que Swami Satyananda escreveu dizendo que “ao tocar um aluno você o coloca para fora, faz com que a atenção se externalize pelo sentido do toque, se perdendo da interiorização e absorção que é buscada no yoga” Vejamos, Yoga é para autoconhecimento certo? Não para nos mantermos conectados com os sentidos do mundo exterior; e não estou dizendo isso querendo negar os sentidos, temos sempre tempo para experiências sensoriais, mas durante a prática por que não tentar uma absorção para além dos sentidos? 

> Abusos sexuais. Existem vários casos documentados e que podem ser acessados aqui pela internet, leia e se informe! Fakes gurus e falsos mestres usando da “técnica ajuste” para se aproveitar de pessoas. Depois de ler alguns casos, pense e reflita se você vai mesmo deixar alguém que você não conhece te tocar durante uma prática. 

> Lesões. Também existem vários casos de pessoas que se machucaram durante uma aula recebendo ajustes de professores empolgados e sem muita experiência que tentam colocar os alunos rapidamente nas posturas, desconsiderando o tempo individual de cada um. Não fazem isso por mal, mas acontece, mais do que você imagina, são inúmeros casos. Por que você acredita que seu professor conhece mais do seu próprio corpo do que você mesmo? A  natureza é sábia, e o seu corpo/mente estará preparado para o aprendizado hora certa, por que antecipar? Não é sobre o corpo ou a postura, é sobre o aprendizado que vem pelo corpo através da postura. Existem posturas que você nunca vai fazer, não se iluda e não sofra por isso, seja objetivo e aceite o seu corpo/genética.

> Consentimento. Para ensinar Yoga na Austrália legalmente participei de um curso de primeiros socorros e me filiei à aliança do Yoga Austrália e ambas as organizações me fizeram assinar um termo sobre não tocar nenhum aluno antes de pedir permissão, com excessão de um caso de emergência. Algum professor já te perguntou: “Posso tocar você nesse ponto para aumentar a sua compreensão do alinhamento? Ou os professores já chegam ajustando sem a sua permissão?

> Tradição. Será que na época dos textos tradicionais de Haṭha Yoga os praticantes recebiam ajustes? Ou é algo que chegou juntamente com as práticas modernas de Yoga? Não desmerecendo essas práticas que todos nós adoramos, mas é necessário realmente acatar tudo o que elas trouxeram? Ou podemos usar o discernimento para evoluir junto do Yoga sem deturpação? Ah.. lá na Índia ainda existem escolas de Yoga que ao entrar você encontra placas de aviso como: “Não toque o professor e o professor não vai tocar você”” 

> Exceções. Em uma relação sincera entre um professor e um aluno de longa data o ajuste vai em algum determinado momento acontecer. É honesto, é pautado pelo respeito e pela troca de confiança, então não vamos fazer campanhã contra o ajuste, não é sobre rigidez mas sobre ter discernimento e poder escolher.

Com base nesses pontos acima mencionados acredito que formas online do ensino do Yoga que explodiram na nossa geração são honestas e não prejudicam as formas tradicionais . Uma vez que entendemos o objetivo do Yoga e praticamos com foco nesse objetivo, fica mais fácil não se perder no caminho ou confundir os meios com os fins.

E você? Gosta de receber ajustes manuais? O quanto de importância você dá para a forma física comparada a importância que você dá ao seu recolhimento interno?

Boas reflexões! 

Hariḥ Oṁ!

Patrícia de Abreu ॐ

www.patyyoga.com

Published by Patricia de Abreu

Patrícia de Abreu é professora de Yoga há 15 anos, e é inteiramente devota ao estudo e a prática dessa tradição milenar. É filiada ao Yoga Alliance E-RYT, ao Yoga Austrália país onde viveu os últimos 6 anos trabalhando com Yoga e à Aliança do Yoga no Brasil. Atualmente ensina Yoga On-line e produz conteúdo digital para o aplicativo de Meditações Insight Timer. Paty como é conhecida ensina Haṭha Yoga tradicional, Aṣṭāṅga e algumas vertentes mais modernas como Power e Yin. Estudante de Vedānta, já esteve na Índia algumas vezes para aprofundar seus estudos em retiro no Swami Dayananda Ashram. Patrícia busca ensinar de forma integral todos as pessoas interessadas no caminho do Yoga e do autoconhecimento.

One thought on “Reflexões sobre os ajustes na prática de Yoga

  1. Excelente reflexão!! Criei muita consciência corporal e maior interiorização ouvindo os ajustes verbais! Obrigada 🙏🏼

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: