Quais são os tipos de Yoga?

A cada temporada uma nova modalidade de Yoga é inventada, são tantos nomes diferentes que os recém chegados nesse universo ficam literalmente perdidos e sem saber que aula escolher. Esse mês ao enviar um questionário para os alunos regulares perguntando sobre quais modalidades tinham interesse em praticar recebi várias dúvidas sobre os tipos Yoga e as diferenças. Contudo senti a necessidade de gravar um vídeo resposta e postá-lo para ajudar em geral aqueles que vão dar os primeiros passos nessa caminhada escolhendo o caminho correto. 

Assista no video abaixo quais são os tipos de Yoga Tradicional:

Yoga Tradicional segundo Georg Feuerstein 

Yoga Moderno | Formas de Haṭha Yoga

Agora vamos nos aprofundar nas diferenças entre as formas de Haṭha Yoga. Lembrando que Haṭha Yoga inclui posturas físicas, exercícios respiratórios, concentração, meditação, selos energéticos, mantras e purificações energéticas.

1. Iyengar Yoga

Iyengar Yoga é o sistema de Yoga introduzido por B.K.S Iyengar, quem por sua vez foi introduzido na  yoga por Sri T. Krishnamacharya. Iyengar sistematizou mais de 200 posturas e 14 exercícios de respiração e sua história no caminho de yoga veio de graves doenças quando jovem, resultando posteriormente em uma prática com  foco no seu uso terapêutico. 

A estrutura da aula é de sequência lenta, espaçada, permanência prolongada e foco extremo no alinhamento detalhado além do uso de props (acessorios).

2. Yoga Restaurativo 

Neste método são utilizadas posturas do Yoga Relax n Renew e Advanced Therapeutics ensinadas por Judith Hanson Lasater – Ph D em NY e Londres adicionando à estas fatores e acessórios que estimulam a resposta do relaxamento e materiais que funcionam como forma de tranquilizar o emocional.

Para a aula você vai precisar de muitos props e se prepare para quase dormir em posturas suaves com permanência de mais de 5 minutos. 

3. Yin Yoga

Yin Yoga é uma prática lenta e meditativa composta de posturas sentadas e deitadas destinadas a “estressar conscientemente” os tecidos conjuntivos do corpo.

Esses tecidos, incluindo tendões, cartilagem e principalmente um invólucro subcutâneo do corpo chamado de fáscia. Esses tecidos estão mais concentrados nas articulações e ao redor delas e podem enrijecer e encurtar com a idade ou inatividade. A mobilização dos tecidos os lubrifica e os torna mais flexíveis. 

Yin é adequado para iniciantes e praticantes mais experientes, embora seja comum que os recém-chegados lutem para permanecer parados por vários minutos de cada vez.

4. Ashtanga Vinyasa Yoga

Ashtanga é um estilo de Yoga criado por Sri K. Pattabhi Jois, em Mysore, Índia. Sua metodologia é baseada na sincronização dos movimentos com a respiração, através de sequências de posturas distribuídas em séries. Antes de tudo o Ashtanga Vinyasa Yoga é considerado um sistema respiratório e tem como objetivo purificar o corpo e equilibrar a mente. A prática oferece ao aluno um momento único de concentração e reflexão para a busca do autoconhecimento. 

A prática de Ashtanga leva cerca de uma hora para um iniciante que ainda está aprendendo a seqüência e por volta de uma hora e meia a duas horas para um aluno que já tenha finalizado a série. Podem ser aulas no estilo Mysore – aula em que cada aluno segue seu ritmo pessoal e vai avançando gradativamente sob orientação do instrutor qualificado que permanece na sala ensinando simultaneamente vários alunos – ou pela prática conduzida: os praticantes acompanham as instruções do professor e seguem juntos.

5. Vinyasa Yoga

Vi” em sânscrito significa “de uma forma em especial” e a palavra “nyasa” significa colocar, assim ao pé da letra temos “colocar de forma especial” se referindo a maneira em que a respiração vai se encaixando nas posturas e entre elas nas chamadas transições. 

Assim a prática de posturas é inteira sincronizada com a respiração criando uma meditação em movimento.

Esse sistema foi introduzido por Tirumalai Krishnamacharya, uma das figuras mais influentes em Yoga dos últimos 100 anos, conhecido também como o pai do Yoga moderno. 

6.Power Yoga

Power Yoga é uma prática de Vinyasa, ou melhor, um desdobramento do Ashtanga Yoga e que tem muitas das mesmas qualidades e benefícios, incluindo aumento do calor interno, aumento da resistência, força e flexibilidade, bem como redução do estresse e aquietamento da mente. Mas no Power cada professor tem a flexibilidade de ensinar qualquer postura em qualquer ordem, tornando cada aula diferente.

O objetivo dessa modalidade de Yoga é promover um forte trabalho muscular e aeróbico, sem deixar de lado a concentração e respiração que são característicos do Yoga nas suas modalidades mais tradicionais. Sua prática está indicada para aquelas pessoas que buscam não só a filosofia do Yoga mas também  a definição muscular e a queima calórica, já que a prática é super vigorosa. 

7. Slow Flow 

Uma das modalidades mais moderninhas do Yoga é voltada para quem ama Vinyasa mas cansou de transpirar e está buscando mais tranquilidade e calmaria. A prática é feita em sincronismo com a respiração mas os movimentos são lentos e suaves. 

8. Kundalini Yoga

Kundalini Yoga é uma forma de Yoga que envolve cânticos, exercícios respiratórios e posturas repetitivas. Seu objetivo é ativar a Kundalini, ou shakti, nossa potência e energia adormecida localizada na base da sua coluna.

Percebeu alguma semelhança? rsrs

Kundalini Yoga está associado a Yogi Bhajan, um professor de yoga do Paquistão. Ele recebeu o crédito por introduzir a prática nos países ocidentais na década de 1960. 

Ou seja, mais um professor dando um nome diferente a uma prática de Haṭha Yoga. Dizem que esse Yoga é o mais espiritual o que eu não concordo pois todas as formas têm o mesmo objetivo, aquisição do autoconhecimento e a consequente liberação do estado de sofrimento, Mokṣa.

9. Bikram Yoga

Bikram Yoga é um sistema de Yoga quente. Desenvolvido por Bikram Choudhury, se tornou popular no início dos anos 1970. As aulas consistem em uma sequência fixa de 26 posturas, praticadas em uma sala aquecida a 105 ° F (41 ° C) com umidade de 40%, com o objetivo de replicar o clima da Índia. A sala está equipada com tapetes e as paredes são revestidas de espelhos; o instrutor não ajusta os alunos. O estilo de ensino de Choudhury é abusivo e o criador está enfrentando processos judiciais e acusações de agressão sexual. Se você quer conhecer essa história tem um filme sobre o caso no Netflix esperando por você. 

10. Sivananda Yoga

Sivananda Yoga é um sistema de Yoga fundado por Swami Vishnudevananda; inclui o uso de posturas  mas não se limita a elas. Ele nomeou este sistema, bem como a organização internacional dos Centros Sivananda Yoga Vedanta, responsável por propagar seus ensinamentos, em homenagem a seu guru, Swami Sivananda com a missão de divulgar os ensinamentos do Yoga e a  mensagem de paz mundial. A estrutura da aula é baseada em 12 āsanas básicos e tem um ritmo devagar, com bastante meditação. 

11. Yogaterapia

A Yogaterapia é uma disciplina que usa os fundamentos do Yoga para aliviar ou curar doenças físicas e psicológicas. O foco não é o autoconhecimento e sim a saúde do corpo e da mente. Como todas as outras formas de Yoga também faz uso posturas , exercícios respiratórios e meditação mas como disciplinas terapêuticas com foco no denso. 

Normalmente todas as formas de Haṭha Yoga de forma indireta trazem saúde pro corpo e pra mente, mas isso não é vendido nem evidenciado uma vez que Mokṣa a liberdade é objetivo final, mas costumamos dizer que saúde e bem estar são como um “plus”, um extra que você ganha ao buscar autoconhecimento. 

12. Yoga Integrativa

Segundo Joseph Le Page , o criador da Yoga integrativa o método de Yogaterapia, tras uma imagens que vêm à mente é a de alguém recebendo um tipo de “prescrição” de Yoga destinada à cura de um determinado problema de saúde. No entanto, a visão terapêutica por detrás da Yogaterapia Integrativa abraça conceitos como os de saúde, doença, visão da pessoa e do mundo, de forma bem mais abrangente, baseando-se em princípios que se distinguem da medicina tradicionalmente alopática e dos métodos conhecidos como terapias alternativas.

Assim sendo, a Yogaterapia Integrativa considera como terapia o cuidar do ser dentro deste contexto integral, utilizando-se das ferramentas do Yoga como veículos adequados para a condução da pessoa ao longo desta jornada de libertação. 

14. Jivamukti Yoga

O método Jivamukti Yoga é um estilo criado por David Life e Sharon Gannon em 1984 em Nova York.  Jivamukti é uma prática física, ética e espiritual, combinando uma prática vigorosa, baseado em vinyasa com adesão a cinco princípios centrais: shastra (escritura), bhakti (devoção), ahimsā (não violência, não ferir), nāda (música) e dhyana (meditação). Ele também enfatiza os direitos dos animais, veganismo, ambientalismo e ativismo social. 

15. Sattva Yoga 

É o Yoga do equilíbrio e da harmonia. Criado por Gustavo Ponce, um chileno, que ao sofrer um acidente quase fatal adaptou o Yoga para sua recuperação e passou a ensiná-lo na sequência em que desenvolveu. Sattva se caracteriza pelo alinhamento corporal e pela previsão ao executar cada movimento e cada postura tendo como foco a saúde da coluna vertebral. 

16. Purna Yoga

Essa foi a minha última formação, não por escolha, mas para conseguir um visto. Bom, pra ficar na Austrália pelo último ano me inscrevi nessa formação em Purna Yoga de 800h. Purna significa completo e na teoria achei que seria um curso super completo, mas passei um ano estudando alinhamento de posturas. Tudo bem, não foi tão ruim assim ter foco em anatomia, mas faltou muito pra ser um curso completo…

Tudo muito similar não é mesmo? Posturas, respiração consciente, meditação, equilibrar a mente, descobrir a sua essência, e etc…  Se você pesquisar na internet ainda vai encontrar outros nomes com diferentes explicações para ensinar a mesma coisa. O nome muda, abordagem muda mas no final estamos praticando mesmo o bom e velho Haṭha Yoga.

Todo meu amor pelo Haṭha! Qualquer dúvida me escreva.

Obrigada,

Namaste.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s