Sūrya namaskār, a saudação ao sol.

Estamos entrando em mais uma semana da quarentena e muitos de nós já a dias sem ver o sol. Você já parou pra pensar em como a energia do Sol pode mudar a nossa vida? Como nos sentimos bem ao sentir os raios de sol tocando nosso corpo? Através do sol, nós podemos sentir a força da vida e é por isso que nos sentimos tão bem e felizes em dia ensolarados. O nosso corpo precisa do prāṇā solar, ou seja, dessa energia específica que vem do sol, que alimenta o corpo e ainda promove a produção da vitamina D, que é um nutriente essencial que nosso corpo utiliza em muitos processos vitais.

Todos os dias quando acordo, logo pela manhã eu corro na janela do meu quarto para sentir os raios de sol, agradecer por estar viva e poder sentir a sua presença. Você já experimentou agradecer o Sol e tentar se conectar com ele significa?

Mas se o sol não tem aparecido ultimamente devido a chuva ou se infelizmente ele não bate na sua janela e devido a quarentena você tem se sentido distante dessa energia o que fazer para trazer de volta os benefícios do sol?

A resposta é: Sūrya namaskār, a saudação ao sol.

Independentemente de onde você esteja e se o sol está ou não a brilhar do lado de fora você pode conectar-se a essa energia através saudação ao sol. É claro que essa saudação ao sol não promove a vitamina D e nem substitui de forma integral a presença do astro rei, mas pode de maneira significativa e energética te conectar aos benefícios da energia solar.

suryaantigo2

Oṁ Surāya namaḥ
Eu saúdo o Sol, fonte de luz e conhecimento!

Sūrya namaskār é uma prática importante para o desenvolvimento espiritual, quando é praticado corretamente pode resultar em saúde física e mental.

Seu objetivo principal é ajudar o praticante a melhorar o comando sobre a mente e obter uma maior devoção. Sūrya namaskār é uma seqüência de movimentos sincronizados com a respiração que são considerados uma prece a Sāvitri, o Deus Sol. Sāvitri é a inteligência que está por trás do Sol e de toda a criação, a fonte de todas as formas de vida.

A palavra Sūrya significa Sol, que é então a fonte de luz, de calor e da vida em nosso planeta, sem o sol nada seria possível. É importante que você esteja consciente disso, o sol nos possibilita a capacidade de visão, de conhecimento, assim essa saudação é a invocação da luz como fonte de conhecimento. Namaskār significa saudação.

A nível físico ele deixa o corpo em forma e forte, mantendo um bom nível de saúde. Estimula as glândulas adrenais e timo, no coração, produzindo uma sensação de leveza e felicidade, e conduz ao conhecimento da própria força interior. Sūrya namaskār então trás felicidade, saúde e luz solar para o espírito.

A hora ideal para praticar é ao nascer do sol, ou ao pôr do sol, de preferência ao ar livre, de frente para o sol, sentindo seu calor e a sua energia. Mas se isso não for possível adapte, não há contra indicações, apenas pratique.

Assim o sūrya namaskār cumpre dupla finalidade, como devoção e como exercício para tornar o corpo flexível, ágil e forte. Uma pessoa muito mental e introspectiva pode se re-equilibrar fazendo o sūrya namaskār mais rápido e uma pessoa muito ativa e agitada pode ser beneficiada praticando-o mais lentamente.

Sincronizando o movimento com a respiração você irá aguçar a mente. Isso produzirá um aquietamento das emoções e dos pensamentos.

Como executar:

Com prática constante, o Sūrya namaskār vai fluir de maneira suave e delicada. Cada movimento é sincronizado com a respiração. Esforce-se sem forçar e respeite os seus próprios limites.

Lembrando que existem maneiras diferentes de fazer a saudação ao sol, apresento aqui apenas uma dessas possibilidades, chamada de Sūrya namaskār A. Encontre aquela que lhe faz bem, adaptando o que for necessário.

sun-salutation-a-surya-namaskar-a

Imagem de Pedro Kupfer ( http://www.yoga.pro.br )

Samasthitiḥ: em pé, mantenha os pés unidos ou afastados na largura do quadril. Os braços ao longo do corpo, experimente virar as palmas da mão para frente para abrir o peito e encaixar as escápulas. Observe a respiração.

1. Ūrdhva hastāsana: inspirando, eleve os braços para o alto e una as palmas das mãos acima da cabeça, olhe para os polegares enquanto traciona a coluna.

2. Uttanāsana: expire, incline o corpo à frente, faça uma flexão no quadril e leve a cabeça em direção aos joelhos. Observe o alongamento na parte posterior das pernas. A flexão do tronco parte à partir do quadril.

3. Ardha uttanāsana: inspire elevando a cabeça, empurre os dedos das mãos no chão ou empurre as canelas e tente alongar a coluna na horizontal mantendo o centro do peito paralelo ao solo e as costas paralelas ao teto. Aproxime as escapulas.

4. Chaturāṅga dandāsana: expire e dê um salto levando os pés para trás, se preferir pode levar um pé de cada vez, parando na prancha e fazendo uma flexão. Mantenha os cotovelos próximos das costelas, o corpo para próximo ao chão em uma prancha baixa.

5. Ūrdhvamukha svānāsana: inspire elevando o tronco na posição do cachorro olhando para cima, mantenha a extensão na coluna, o abdômen ativo e o peito aberto, os joelhos, as coxas e a pélvis ficam elevados e sem tocar o chão. Se a sua coluna não permite este movimento faça a adaptação com a postura da cobra.

6. Adho Mūkha svānāsana: expire indo para a posição do cachorro olhando para baixo. Mantenha as mãos firmes no chão, gire as axilas para dentro e relaxe os ombros. Tracione a coluna, o cóccix na direção da parede atrás e ao alto. Adapte a posição das pernas, mantendo os joelhos dobrados ou estendidos. Distribua o peso de maneira uniforme entre as mãos, braços, pernas e pés. Mantenha o corpo ativo e permaneça 5 respirações.

7. Ardha uttanāsana: inspire e salte do cachorro para baixo trazendo os pés entre as mãos (aqui você também pode adaptar trazendo um pé de cada vez) elevando a cabeça, empurre os dedos das mãos no chão ou empurre as canelas e tente alongar a coluna mantendo o centro do peito paralelo ao solo e as costas paralelas ao teto.

8. Uttanāsana: expire, incline o corpo à frente, faça uma flexão no quadril e leve a cabeça em direção aos joelhos.

9. Ūrdhva hastāsana: inspirando, eleve os braços para o alto e una as palmas das mãos acima da cabeça, olhe para os polegares, tracione mais uma vez a coluna.

Samasthitiḥ: expire trazendo os braços ao longo do corpo ou unindo as palmas das mãos frente ao coração. Observe.

Comece com 3 ciclos e aumente gradualmente conforme for evoluindo na prática.

Para aprofundar-se na prática devocional do Sūrya namaskār, você pode incluir a cada movimento do corpo um mantra específico, agradecendo, saudando e se conectando a Sāvitri, o Deus sol. Nessa prática devocional você deve fazer a saudação ao sol tradicional, aquela mais antiga como na figura abaixo. No total são 12 movimentos e 12 mantras.

suryaantigo

Os mantras da Saudação ao Sol.
Tradução de Pedro Kupfer @yoga

Oṁ mitrāya namaḥ: saudação ao amigo de todos.
Oṁ ravāye namaḥ: saudação àquele que brilha.
Oṁ sūryāya namaḥ: saudação àquele que gera atividade.
Oṁ bhānave namaḥ: saudação àquele que ilumina.
Oṁ khagāya namaḥ: saudação àquele que se move velozmente no céu.
Oṁ puṣṇe namaḥ: saudação àquele que dá força e alimenta.
Oṁ hiranyagarbhāya namaḥ: saudação ao embrião dourado.
Oṁ mārichāye namaḥ: saudação ao senhor do entardecer.
Oṁ ādityāya namaḥ: saudação ao filho de Āditi, a mãe cósmica.
Oṁ sāvitre namaḥ: saudação ao poder refulgente do sol.
Oṁ ārkāya namaḥ: saudação àquele que é digno de ser reverenciado.
Oṁ bhāskarāya namaḥ: saudação àquele que conduz à iluminação.

Ao concluir alguns ciclos, permaneça com os olhos fechados contemplando os efeitos da prática.

Assim através do Sūrya namaskār podemos nos conectar fisicamente , emocionalmente e espiritualmente com o poder do Sol.

Surya Namaskar A

Boas práticas.

Namaste!

Patrícia de Abreu

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s